Como Escolher O Melhor Investimento: #Selic em queda

Tempo de leitura: 6 minutos

A queda da taxa Selic que atualmente está em 10,25% e com expectativa  de continuidade de redução para 8,5% até final do ano, tem tornado mais difícil retornos em investimentos de baixo risco.

A redução da Selic está vinculada à queda da inflação que no ano acumula alta até maio de 1,42% (IPCA),com expectativa 3,8% para o ano. Em 2016 o índice IPCA acumulado foi de 6,29% e a Selic 14,18%, ou seja, juro real (acima da inflação) de 7,43%.

 

É fato que os ganhos em investimentos atrelados ao CDI ou Selic ficarão menos atraentes com retornos decrescentes. Mas, ainda assim temos uma das maiores taxas de juros reais do mundo.

 

Nesse cenário, qual o melhor investimento com baixo risco? Não há uma resposta única. Isso dependerá de fatores como valor disponível para investir, prazo que poderá ficar sem resgatar, risco da instituição financeira, entre outros.

 

Para uma alocação  mais eficiente possível, é muito importante que você conheça seu perfil financeiro, você é conservador ou está mais disposto a correr riscos? Ter objetivos, sonhos traçados, de curto, médio e longo prazo. O tempo é fundamental para a escolha.

 

Muito tem se falado sobre comparativos entre Caderneta de Poupança e Fundos DI, Tesouro Direto e CDB, CDB e LCI/LCA, entre outras combinações. Para atender uma necessidade ou curiosidade que parece ser não só minha, mas de muitas pessoas, pesquisei o retorno de todos os investimentos citados.  Se quiser saber mais sobre conceito de cada investimento veja este post: http://dinheiroeduca.com/4-passos-basicos-para-comecar-a-investir/

 

Sobre a análise

 

  • Para a análise dos investimentos de Renda Fixa pós Fixados (considerados como mais conservadores) foi levado em conta a expectativa de taxa Selic de 8,5%.

 

  • Para  uma comparação mais homogênea, os retornos esperados, são apresentados em % da Selic, listados com rentabilidade bruta e líquida de impostos e taxas.

 

  • Os valores mínimos de aplicação para os CDBs e LCIs/LCAs são de R$ 5.000. Os emissores dos títulos tem classificação mínima de crédito Rating B. Bancos de médio porte.

 

  • A maioria dos Fundos de Investimentos DI que tem taxa de administração abaixo de 2% exigem valor mínimo de R$ 50.000, por esse motivo o comparativo usado foi com taxa de administração de 2% ao ano que aceitam aplicações de R$ 5.000 ou  menos. Escrevi um post onde falo sobre Poupança X Fundos em vários cenários para a Selic.

 

  • Usamos a Selic para todos os investimentos de forma a facilitar, mesmo alguns tendo como indexador o CDI. De qualquer forma, normalmente eles andam meio que “colados”.

 

  • O Retorno esperado para o Tesouro Direto – Selic, considera  custo zero de Taxa de Administração do Banco ou Corretora, mas   leva em conta custo de 0,3% a.a. de Taxa de Custódia da BM&F Bovespa e também o Imposto de Renda.

 

Para simular aplicações no Tesouro Direto use a calculadora disponibilizada no site do Tesouro.

 

 

 

Abaixo tabela com os comparativos, que  servirá para que você tenha uma base das possibilidades, porém não deve ser usada como decisão de investimento. Não é esse o objetivo.  Pesquise sempre em busca daquilo que melhor  atende suas necessidades. Se for o caso consulte um profissional habilitado do mercado financeiro.  Estude e trabalhe muito sua Educação Financeira, pois não basta saber sobre investimentos. Ser educado financeiramente é mais do que isso. É acima de tudo uma mudança comportamental efetiva na sua relação com o dinheiro.

Melhores retornos – % CDI
Até Claasif. investimento tx bruta tx líquida
180 dias LCA/LCI 91% 91%
180 dias CDB 104% 81%
180 dias CDB liquidez diária 98% 76%
180 dias Tesouro Direto  (Selic  8,5% ) 100% 74%
180 dias Poupança (Selic = ou < 8,5%) 70% 70%
180 dias Fundos DI (tx adm.2%) 76% 59%
 
360 dias LCA/LCI 93% 93%
360 dias CDB 108% 86%
360 dias CDB liquidez diária 98% 78%
360 dias Tesouro Direto (Selic  8,5% ) 100% 77%
360 dias% Poupança (Selic = ou < 8,5%) 70% 70%
360 dias Fundos DI (tx adm.2% e CDI 8,5%) 76% 61%
 
720 dias LCA/LCI 94% 94%
720 dias CDB 114% 94%
720 dias CDB liquidez diária 98% 81%
720 dias Tesouro Direto (Selic 8,5%) 100% 80%
720 dias Poupança (Selic = ou < 8,5%) 70% 70%
720 dias Fundos DI (tx adm.2% e CDI 8,5%) 76% 63%
 
acima 720 dias CDB (1080 dias) 117% 99%
acima 720 dias LCA/LCI (1080 dias) 97% 97%
acima 720 dias CDB liquidez diária 98 83,30%
acima 720 dias Tesouro Direto (Selic 8,5% / 1080 dias) 100% 82,94%
acima 720 dias Poupança (Selic = ou < 8,5%) 70% 70%
acima 720 dias Fundos DI (tx adm.2% e CDI 8,5%) 76% 65%

Fonte: em 19/06/2016 para pesquisa das taxas de CDB/LCI/LCA

Tabela regressiva de Imposto de Renda. *caderneta de poupança, LCI/LCA são isentas de IR.

Alíquota IR Fator
Até 180 dias 22,5% 0,775
De 181 a 360 dias 20% 0,800
De 361 a 720 dias 17,5% 0,825
Acima de 720 dias 15% 0,850
Para saber a taxa líquida taxa br X fator = tx líquida
Para saber taxa bruta taxa líq / fator = tx bruta

Para saber taxa bruta se você tiver somente líquida e vice e versa, basta usar o fator apresentado na tabela de IR. Se por exemplo, o Banco ou Corretora te oferece uma Taxa em LCI de 94%, para comparar por exemplo com uma Taxa que outro banco vier a te oferecer em CDB ,  deverá ser de no mínimo 94 / 0,85 =  110,59% do CDI.

 

 

Alguns pontos importantes para tomada de decisão:
  • Caderneta de Poupança, LCI/LCA são isentas de Imposto de Renda.

 

  • Tesouro Selic (LFT), CDB com liquidez diária, Fundos DI, podem ser resgatados a qualquer momento, mesmo que sejam valores parciais.

 

  • CDB, LCI/LCA em tese somente poderão ser resgatados sem prejuízo no vencimento acordado.

 

  • Caderneta de Poupança pode ser resgatada a qualquer momento, contudo para ter direito ao rendimento deverá estar no aniversário (que ocorre a cada 30 dias).

 

  • Caderneta de Poupança rende 6,17% ao ano + TR. Se a Selic for igual ou menor do que 8,5% a.a. o critério muda para 70% da Selic + TR.

 

  • Fundos tem o chamado come cotas que é imposto de renda de 15% recolhido antecipadamente em maio e novembro. Por ocasião do resgate, se você estiver em alíquota de IR maior do que os 15% já recolhido, será tributado pela diferença.

 

  • CDBs não tem recolhimento de Imposto antecipadamente, somente no resgate. Isso melhora o retorno do investimento no longo prazo. Quanto mais longo o prazo, melhor a rentabilidade, pois esse IR vai render juros também.

 

 

Conclusão

O melhor investimento não existe, pois o melhor é aquele que atende às suas necessidades. O melhor retorno não pode ser medido somente pela melhor taxa do momento. Ficar pulando “de galho em galho” requer atenção, pois você poderá perder dinheiro com IR entre outros.

 

Você deve sim, checar seus investimentos de tempos em tempos para alinhar seus objetivos aos retornos, mas não faça disso um martírio diário. Se você não é um profissional de mercado, isso não faz sentido.

 

Tenha um planejamento, estabeleça seus sonhos de curto, médio e longo prazo. Tendo objetivos claros, sua decisão será muito mais tranquila e acertada.

 

Frase atribuída a Albert  Einstein: “Os juros compostos são a oitava maravilha do mundo”!

 

Portanto, tenha os juros compostos trabalhando a seu favor. Faça o dinheiro trabalhar para você e não o contrário.

 

Educação Financeira, o melhor caminho para sua liberdade financeira.

 

Fique bem!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *