Como Poupar e Investir? O Que Ganho Não Dá Nem Para Pagar as Contas !

Tempo de leitura: 4 minutos

Recentemente em uma conversa, um amigo ficou indignado quando eu disse que temos que poupar sempre, e fez exatamente essa pergunta.

Não é de se estranhar a reação!  A maioria das pessoas no nosso país tem  essa mesma crença.  Afinal nunca fomos educados para poupar!

Essa postura envolve valores e crenças enraizados desde muito cedo, mexe com o nosso emocional. É a  falta de conhecimento sobre  educação financeira,  que nos faz permanecer estagnados, e isso não se ensina nas escolas…mas deveria.

Então se identificou? Não se culpe se também não consegue poupar! Já viu que não é o único a pensar dessa maneira, não é mesmo? O fato é que se você ganhar pouco ou ganhar altos salários, sempre terá esse problema, ao menos  para a maioria das pessoas é assim (digo por experiência própria…).

Mesmo os que ganham muito, tendem a ter   mais e mais necessidade de dinheiro para pagar as contas. Quando as pessoas têm um aumento da renda, elas não enxergam aí a possibilidade de guardar e investir.

Pelo  contrário, elas passam a gastar mais desejando alcançar outros padrões com consumismos desnecessários, com coisas que nada irão agregar verdadeiramente à sua qualidade de vida. “Quanto mais eu ganho mais eu gasto”.

O segredo para o equilíbrio e alcançar a liberdade financeira é manter um padrão de vida aceitável e condizente com sua realidade.  Não significa abrir mão de tudo, mas sim de consumir de maneira consciente e planejada.

Passar por esse  processo de mudança não é fácil, envolve muito do emocional, e é bem provável que  você se sinta desconfortável, até angustiado mesmo. Não  desanime!  Pense sempre “Eu Sou Capaz”, “Eu Posso Alcançar Meus Sonhos” ! Mude sua postura, enfrente a situação e parta para a ação!  O que fazer? Bora lá !!!

#4  Passos  Para Começar a Poupar

  1. Elabore uma planilha lançando todos os seus gastos mensais

Se não estiver familiarizado com excel utilize anotações em um caderno. O que importa é que você  possa analisar as entradas e saídas de dinheiro

  • Verifique se você gasta além do que ganha;
  • Analise se esses gastos são essenciais ou supérfluos;
  • Dê atenção aos pequenos gastos do dia a dia (este pode ser um dos ralos dos seus gastos).
  1. Identifique suas dívidas.

Anote uma a uma. Tente renegociar dívidas que tem taxas muito altas como cheque especial e cartão de crédito. A ideia é que você tenha o menor número de parcelas possíveis, mas que caibam no seu bolso e, claro com a menor taxa que conseguir. Não caia na armadilha de considerar o cheque especial extensão do seu salário!  Cuidado com o rotativo do cartão de crédito. Se você estiver usando essa “estratégia” pagando o mínimo para equilibrar as contas, renegocie com urgência. Novas regras para utilização do rotativo entram em vigor a partir de abril/17. Antes de aceitar a taxa oferecida pelo Banco para parcelamento, certifique-se da possibilidade de obter crédito pessoal ou consignado, que são linhas de crédito com taxas muito menores.

  1. Planeje seu Orçamento Futuro

Após analisar os gastos passados, você poderá elaborar a projeção de gastos futuros. É importante que você não perca o foco, tenha disciplina e acompanhe seus gastos. Revise a planilha ao menos uma vez por semana.

  1. Tenha uma meta/um sonho

Ter objetivos é motivador. Pense nos sonhos que deseja realizar. Idealize seu futuro de maneira planejada, seja ele de curto, médio ou longo prazo. Imagine um caminho para alcançar e planeje-se, mesmo que você acredite ser impossível no momento. Comece, medindo tudo, os gastos necessários e os gastos possíveis.  Dessa forma, você consegue começar a visualizar a realização desse sonho. Pense também nas possibilidades de aumentar sua renda atual. Você poderá impulsionar o atingimento de seus sonhos com esse dinheiro adicional.

Concluindo: Guardar dinheiro é um compromisso que você deverá assumir, do contrário  sinto em dizer, mas seu futuro será bem complicado.Você passará o resto da vida “trabalhando para o dinheiro”, já que vai precisar cada vez mais gasta-lo. Tenha em mente que o” dinheiro é que deve trabalhar para você”, pois dinheiro gera mais dinheiro seja em rendimentos financeiros, de aluguéis, de negócios oportunos que você pode fazer se tiver reservas, enfim através do patrimônio que você poderá construir. Não ter sonhos e seguir sua vida pensando que poderá gastar tudo que ganha e lá na frente  viver da aposentadoria do INSS, não é uma boa. Você vai “quebrar a cara” !

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *